Autoconhecimento desvenda os conteúdos subjetivos do sistema interpretativo

Autoconhecimento desvenda os conteúdos subjetivos do sistema individual de interpretação. Apropriar-se destes conteúdos exige reflexão sobre o tom emocional de alguma memória ativada, associação entre o passado e o presente, além do conhecimento de algumas técnicas e conceitos sobre o assunto.

Os saberes de alguma área de atuação,  formalizados e sistematizados para serem propagados atravérs da Educação, compõem os conteúdos objetivos dos sistemas interpretativos.

Um tom emocional não tão bom e anacrônico de alguma memória ativada, tende a submeter, inclusive, o conhecimento objetivo, comprometendo a interpretação. Por isso, o autoconhecimento afere a subjetividade para evitar alguma distorção na interpretação produzida, principalmente num ambiente sob pressão, em que o líder precisa posicionar-se, em busca dos melhores resultados.

Publicado em Reflexões por Elisete Pagano. Marque Link Permanente.

Sobre Elisete Pagano

Pesquisadora, professional & self coach, analista comportamental, palestrante e consultora sênior em Liderança, Comportamento e Relações de Poder. Mestre em Educação - Unisinos; Professional & Self Coach - IBC; Especialista em Planejamento Estratégico de RH - UFRGS e Eng. da Qualidade - PUCRS; Especializanda em Filosofia Clínica - Instituto Packter; Especializanda em Psicologia Junguiana - FACIS/SP; Pós-graduada em Auditorias da Qualidade - PUCRS; Engª Química - PUCRS. Analista de Perfil Comportamental certificada pelo IBC. Exerceu função de Gerente de Desenvolvimento e de Processos em empresas de médio e grande porte, líderes de mercado. Atua em desenvolvimento comportamental de pessoas e organizações, com aperfeiçoamento de lideranças e autoconhecimento. Professora em cursos de extensão universitária. Sócia da Intelligentia Assessoria Empresarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ 1 = 6