Autoconhecimento exige lógica

Autoconhecimento se faz associando fatos atuais com fatos passados. Envolve raciocinar sobre as emoções ou sentimentos acionados, buscando identificar aquilo que é comum com o passado.

A lógica do autoconhecimento apoia-se na percepção de detalhes vividos, visando trazer, racionalmente, para o consciente, conceitos  estabelecidos sob um tom emocional não favorável.

Pessoas, fatos e situações podem funcionar como estímulos, nos remetendo ao processo defensivo construído num contexto passado. Contudo, a mente emocional, por ser uma mente defensiva, mistura contextos, funcionando de modo anacrônico. Assim, é importante questionar, ao sentirmos um desconforto emocional, se não estamos confundindo a pessoa, o fato ou a situação que estamos enfrentando hoje com uma determinada pessoa, fato ou situação do passado, por apresentarem algumas características ameaçadoras semelhantes a ponto de acionarem o nosso sistema defensivo, prejudicando nossa interpretação, ao liderarmos.   

Publicado em Reflexões por Elisete Pagano. Marque Link Permanente.

Sobre Elisete Pagano

Pesquisadora, professional & self coach, analista comportamental, palestrante e consultora sênior em Liderança, Comportamento e Relações de Poder. Mestre em Educação - Unisinos; Professional & Self Coach - IBC; Especialista em Planejamento Estratégico de RH - UFRGS e Eng. da Qualidade - PUCRS; Especializanda em Filosofia Clínica - Instituto Packter; Especializanda em Psicologia Junguiana - FACIS/SP; Pós-graduada em Auditorias da Qualidade - PUCRS; Engª Química - PUCRS. Analista de Perfil Comportamental certificada pelo IBC. Exerceu função de Gerente de Desenvolvimento e de Processos em empresas de médio e grande porte, líderes de mercado. Atua em desenvolvimento comportamental de pessoas e organizações, com aperfeiçoamento de lideranças e autoconhecimento. Professora em cursos de extensão universitária. Sócia da Intelligentia Assessoria Empresarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

29 − = 26