Autoconhecimento: melhoria contínua de si mesmo

Em uma boa gestão de negócio, o desafio é promover a melhoria contínua dos principais processos. E, associando autoconhecimento à gestão de si mesmo, cujo objetivo é estabelecer a melhoria contínua do modo como se interpreta o mundo, pode-se aprimorar a qualidade e a utilidade da vida: o mais importante dos negócios.

Para isso, é necessário querer pensar sobre o padrão dos próprios pensamentos,  buscando saber quais são as causas que fazem com que se pense de um jeito e não de outro. A diferença entre as pessoas está nas diferentes informações que possuem na mente e, na forma como as classificam. Compreender como se compreende é também identificar as causas que promovem a não compreensão de algo ou alguém. Assim, ao liderar – com autoconhecimento suficiente -, é possível ajudar as pessoas a se desenvolverem, eficazmente.

Esse post foi publicado em Reflexões e marcado por Elisete Pagano. Guardar link permanente.

Sobre Elisete Pagano

Pesquisadora, professional & self coach, analista comportamental, palestrante e consultora sênior em Liderança, Comportamento e Relações de Poder. Mestre em Educação - Unisinos; Professional & Self Coach - IBC; Especialista em Planejamento Estratégico de RH - UFRGS e Eng. da Qualidade - PUCRS; Especializanda em Filosofia Clínica - Instituto Packter; Especializanda em Psicologia Junguiana - FACIS/SP; Pós-graduada em Auditorias da Qualidade - PUCRS; Engª Química - PUCRS. Analista de Perfil Comportamental certificada pelo IBC. Exerceu função de Gerente de Desenvolvimento e de Processos em empresas de médio e grande porte, líderes de mercado. Atua em desenvolvimento comportamental de pessoas e organizações, com aperfeiçoamento de lideranças e autoconhecimento. Professora em cursos de extensão universitária. Sócia da Intelligentia Assessoria Empresarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

63 − 56 =