Desdramatizar a adversidade: competência emocional

Um grande diferencial entre pessoas é como elas reagem frente aos problemas. Quanto mais determinadas elas são, menos submetidas à influência das adversidades. A determinação vai além da motivação. A motivação nem sempre sobrevive à adversidade. A adversidade faz parte do processo, ignorar isto é viver uma ilusão. Desdramatizar a adversidade é uma competência emocional

A liderança deve ser impregnada de determinação e coerência. Quando o líder está determinado ele é capaz de posicionar-se no “olho do furacão” e pensar numa alternativa adequada. O fato de não agitar-se excessivamente, sustenta sua competência técnica. Isto é, a competência emocional mantém a competência técnica, caso contrário, perderia parte de sua racionalidade.

Publicado em Reflexões por Elisete Pagano. Marque Link Permanente.

Sobre Elisete Pagano

Pesquisadora, professional & self coach, analista comportamental, palestrante e consultora sênior em Liderança, Comportamento e Relações de Poder. Mestre em Educação - Unisinos; Professional & Self Coach - IBC; Especialista em Planejamento Estratégico de RH - UFRGS e Eng. da Qualidade - PUCRS; Especializanda em Filosofia Clínica - Instituto Packter; Especializanda em Psicologia Junguiana - FACIS/SP; Pós-graduada em Auditorias da Qualidade - PUCRS; Engª Química - PUCRS. Analista de Perfil Comportamental certificada pelo IBC. Exerceu função de Gerente de Desenvolvimento e de Processos em empresas de médio e grande porte, líderes de mercado. Atua em desenvolvimento comportamental de pessoas e organizações, com aperfeiçoamento de lideranças e autoconhecimento. Professora em cursos de extensão universitária. Sócia da Intelligentia Assessoria Empresarial.

1 pensou em “Desdramatizar a adversidade: competência emocional

  1. Sem dúvida alguma que desdramatizar ajuda e muito a maneira como partimos para a resolução de nossos problemas, já que os mesmos são inerentes a vida humana. Não tem nada pior e mais desgastante do que ficar dando uma de “coitadinho!, “azarado”, etc. Vamos gastar energia em busca da solução.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ 28 = 31