Autoconhecimento: auditoria nos modelos mentais

Nossos modelos mentais definem o mundo a nossa volta. Contudo, nem sempre a interpretação deste mundo, que emerge dos modelos, está adequada. Podemos ficar iludidos, dominados por sentimentos não resolvidos, resultantes de emoções  instantâneas, oriundas de algumas memórias não agradáveis, ativadas pela mente emocional defensiva. 

Assim, é necessário, para uma liderança eficaz, aprender a auditar os modelos mentais que constroem estes cenários ilusórios, deslocando-nos da melhor percepção do fato em si.

A lógica do autoconhecimento desenvolve uma racionalidade capaz de auditar os modelos mentais, visando a ressignificação necessária para alterar uma memória, até então, submetida ao emocional defensivo, ajustando objetivamente a mente ao fato em si, e não o fato a uma mente com subjetividade não resolvida.

Publicado em Reflexões por Elisete Pagano. Marque Link Permanente.

Sobre Elisete Pagano

Pesquisadora, professional & self coach, analista comportamental, palestrante e consultora sênior em Liderança, Comportamento e Relações de Poder. Mestre em Educação - Unisinos; Professional & Self Coach - IBC; Especialista em Planejamento Estratégico de RH - UFRGS e Eng. da Qualidade - PUCRS; Especializanda em Filosofia Clínica - Instituto Packter; Especializanda em Psicologia Junguiana - FACIS/SP; Pós-graduada em Auditorias da Qualidade - PUCRS; Engª Química - PUCRS. Analista de Perfil Comportamental certificada pelo IBC. Exerceu função de Gerente de Desenvolvimento e de Processos em empresas de médio e grande porte, líderes de mercado. Atua em desenvolvimento comportamental de pessoas e organizações, com aperfeiçoamento de lideranças e autoconhecimento. Professora em cursos de extensão universitária. Sócia da Intelligentia Assessoria Empresarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 + 3 =